Translate

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Prisão



Fortaleza de gelo
Império implacável
Farol alí irredutível
Lutando contra o mundo
Protegendo um coração
Dos toques da ilusão

Sob o astro de fogo
Perece assim tão sublime
Da muralha ao nada
Da armadura a pele nua
Carne intocada
Cruelmente massacrada

Deixai! Deixai que o sol queime
Que destrua a prisão
Torne o âmago pó
Libertai da dor
O que já jazia ali morto
Sob o manto do fascínio

by: Katrina De Salem

Um comentário:

  1. Muito bons os seus textos!

    Conheça nosso Blog
    http://fdebuteco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir